Informação

Notícias

A empresa Prapesca, que opera no dis­trito de Mossuril e Ilha de Moçambi­que, na província de Nampula, encaixou para os seus cofres, em 2018, um lucro de cerca de 500 mil euros, pela exportação de diversos mariscos, com desta­que para polvo, para o mercado europeu e asiático.

O director-geral da Prapes­ca, Manuel Guimarães, aponta as mudanças climáticas, a má gestão costeira, a baixa resiliên­cia, as capturas fora do tamanho recomendável e degradação do ecossistema como desafios que devem ser acautelados, sob risco de comprometer as capturas.

Ler mais

O sector de saú­de (DPS), em Nampula, vai lançar no dia 30 de Outubro corrente, a campanha de pulverização intra-domiciliaria contra o mosquito causador da ma­lária, em 450.524 casas no distrito de Nampula, Ribàué, Rapale, Murrupula, Mecon­ta, Nacala-Porto, Monapo e Angoche, por apresentarem taxas altas de contágio da doença.

A informação foi torna­da pública a margem da XIII Sessão Ordinária do Governo Provincial de Nampula.

Ler mais

Os municípios da cidade de Nampu­la e Maputo estive­ram reunidos esta terça-feira, para a troca de experiências sobre a gestão dos serviços de saúde e educação, no contexto da Constituição da República recentemente revista.

Com efeito, a revisão pon­tual da “lei mãe”, prevê que, no contexto da descentralização, os serviços acima menciona­dos passam, igualmente, para a competência dos governos distritais e das autarquias.

Ler mais

Mais de 50 funncionários públicos afectos aos diversos sectores de trabalho foram capacitados recentemente, na cidade de Nampula, sobre a planificação e orçamento do património do Estado, no contexto da implementação da reforma do Sistema de Administração Financeira do Estado (SISTAFE). Para o analista de negócios do projecto do subsistema de planificação e orçamento, Odeice Daniel, a capacitação foi de extrema importância, porquanto vai melhorar o processo de modernização contínua na gestão das finanças públicas.

Ler mais

A província de Nam­pula prevê comer­cializar, este ano, pouco mais de 30 mil tonela­das de algodão caroço, o que poderá render aos cerca de 100 mil produtores do sector familiar e empresarial, qual­quer coisa como 600 milhões de Meticais.

Contudo, a delegada pro­vincial do Instituto Nacional de Algodão de Moçambique (INAM), Judite Massagele, mostra-se receosa quanto a possibilidade de se alcançar as 30 mil toneladas, devido aos factores tais como intensas chuvas, associado ao ciclone Kenneth, que inundaram al­gumas áreas que estavam pres­tes a serem colhidas e alegada fraca qualidade de semente certificada, que foi posta a disposição dos produtores do sector familiar.

Ler mais

O Presidente da República iniciou hoje uma visita de dois dias à província de Nampula.

Num comício que orientou no distrito de Lalaua, Filipe Nyusi prometeu vias de acesso e água, entretanto mostrou-se preocupado com os índices de casamentos prematuros e com o número de crianças que não frequentam a escola.

Ler mais