Informação

NAMPULA VAI COMERCIALIZAR 30 MIL TONELADAS DE ALGODÃO

Data: 16/07/2019
NAMPULA VAI COMERCIALIZAR 30 MIL TONELADAS DE ALGODÃO

A província de Nam­pula prevê comer­cializar, este ano, pouco mais de 30 mil tonela­das de algodão caroço, o que poderá render aos cerca de 100 mil produtores do sector familiar e empresarial, qual­quer coisa como 600 milhões de Meticais.

Contudo, a delegada pro­vincial do Instituto Nacional de Algodão de Moçambique (INAM), Judite Massagele, mostra-se receosa quanto a possibilidade de se alcançar as 30 mil toneladas, devido aos factores tais como intensas chuvas, associado ao ciclone Kenneth, que inundaram al­gumas áreas que estavam pres­tes a serem colhidas e alegada fraca qualidade de semente certificada, que foi posta a disposição dos produtores do sector familiar.

Sobre a qualidade de se­mente, Massagele garantiu que o sector que dirige, está a tra­balhar junto do centro de in­vestigação e multiplicação de sementes de Namialo, distrito de Meconta, que já produz se­mente melhorada, pré-básica e básica que depois é entregue a uma empresa para fazer a re­produção.

“Alertamos para que os produtores façam a colhei­ta do algodão até ao dia 30 de Setembro, para evitarem situações que ocorreram na campanha anterior, de surgi­mento de pragas de ratos, que invadiram alguns campos de produção, para além de que se trata de um ano eleitoral e não queríamos que as populações estivessem preocupadas com a sua comercialização e abs­terem-se de participar neste processo político ”-disse Mas­sagele.

A província de Nampula é a maior produtora do ouro branco, onde os distritos de Lalaua, Mecubúri, Monapo, Eráti, Meconta e Mogovolas, ocupam a lista de maiores pro­dutores, tendo na campanha passada conseguido fazer mais de 100 mil toneladas.